domingo, 1 de janeiro de 2012

2012 - Ruídos ou Sinais

Foto: Globo ONLINE, praia de Copacabana, primeiros minutos de 2012
$
Dentre as várias artes, aprendidas pelos economistas, uma de muita importância é a diferenciação entre ruídos e sinais, ou seja, entre o há de importante nas notícias e pode virar fogo e o que normalmente não passa de fumaça, até mesmo proposital.

As notícias continuam: A Itália realizou pregão de títulos, pelo curtíssimo prazo de vencimento de 06 meses, ou seja, apenas para apagar o incêndio da sua enorme dívida interna, plantada pelo Sr. Berlusconni; o dólar caiu ontem, mas fechou o mês com expressivo índice de 3,32% de alta, ou seja, bom para quem exporta e ruim para quem importa, já que a moeda nacional está mais fraca perante o mesmo do que há um mês atrás – no ano houve uma alta acumulada de 12,32% o que comparado com o rendimento acumulado da poupança no mesmo período (7,50%), dá um passeio de saltar os olhos; O governo espanhol anunciou déficit de 8% e que seguirá a cartilha ortodoxa (leia-se neoliberal) de ajustes, ou seja, desemprego colhido via pacote de austeridade; Nos EUA, a venda de imóveis voltou a crescer (7%) e a fábrica de veículos Ford cresceu 15% tendo como referência 2007, ou seja, está crescendo pós-crise o mercado interno americano, enquanto o europeu (pelo menos Grécia, Espanha, Irlanda e Portugal) derretem; A China sinalizou que vai flexibilizar sua moeda – Yuan – flexibilizar neste caso é não se manter tão desvalorizado perante o dólar, assim, ganham importadores em lugar dos exportadores; O Indicador Serasa de Inadimplência aumentou 9,8%, em novembro na comparação com outubro, registrando a segunda maior elevação do ano. A taxa mais alta foi registrada na passagem de fevereiro para março quando o indicador marcou 10,8%. Comparada a novembro do ano passado, a inadimplência cresceu 32,5% e, no acumulado do ano, 18,6%.

O ano novo, inexorável chegou, se será bom ou ruim, não sei, pois ainda estou tentando decifrar, se são ruídos ou sinais.

2 comentários:

Frederico Matias Bacic disse...

Renato!

Passando para desejar um Feliz 2012!
Abraços!

Euza Noronha disse...

Samurai,
que 2012 te seja bom e novo - independente de ruídos ou sinais. E que a gente volte a se encontrar em quaisquer esquinas, pq bom mesmo é não nos perdermos jamais!
Beijo