quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Henfil

Ainda guardo em algum lugar do armário, minha coleção de "Fradins", não me faltando a memória, completíssima. Já pensei em vende-la, mas vi que não tinha preço. Foi colecionada comprando exemplares em banca, sendo que os primeiros números, que eu não tinha, foram garimpados em saudosas livrarias (por exemplo: a livraria Muro, da praça General Osório em Ipanema), que vendiam quadrinhos, mas a miúde, vendiam também (as únicas!) revistas da então "imprensa nanica", da década de oitenta: Mosca, Balão, Ovelha Negra, Roleta, Boca...
Nesta época, Henfil já era um ícone. Esta charge foi pescada na internet, de lá pra cá, nada mudou...

6 comentários:

Dora disse...

Oi,Renato! Andei longe!!!!!! da Net...
Mas, voltei prá ver os amigos.
E meu amigo "economista" que tem mil facetas, hoje está me lembrando coisas do MEU tempo!
Lia o Pasquim, religiosamente...rs
Os Fradins faziam a alegria nossa. Uns sádicos adoráveis!!!
Henfil foi nosso herói, em todos os sentidos.
Eu me emociono mais com a trajetória dele, do que com a do Betinho...Não sei a razão.
Ei! Muito boa a charge. E realmente muito atual!! rs
Beijos.
Dora

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Não venda o Henfil, não! É uma raridade! Eu tinha uma camiseta com a Graúna dizendo: Putz! Que ferrada! e eu a adorava. Ia sempre na faculdade com ela. Meu amigo, já que vc provou dos meus peitos e
como muitos me incentivaram a não fechar o Blog, resolvi ficar não sei até quando. Postei hj, o post é um pouco maior do que de costume porque no fim enchi de flores. Que cada qual pegue a sua e a leve de lembrança.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

anin disse...

Embora meu blog (novissimo) tenha pouco em comum com o seu é sempre possível encontrar convergências.
Te convido a fazer parte do banquete.

Prof Toni disse...

Aliás você poderia colocar algumas tiras no blog, se não houver problemas de direitos autorais, é claro. Henfil é genial, parece que o tempo não passa, assim como Fausto Wolff...

Jens disse...

Putz, Renato, valeu por resgatar o grande Henfil. Que falta está fazendo o seu humor corrosivo(o Fradim Baixim mandando bala contra os assaltantes dos cofres públicos).
Um abraço. Bom findi.

loba disse...

Alguma coisa mudou sim Renato, mas parece inexpressiva frente ao que deveria ter mudado.
Qto ao Henfil, este é saudade eterna. Saudades eu tenho deste tempo da imprensa nanica e, mais atrás, d'O Pasquim! Será isso saudosismo? rs...
Beijo!