quarta-feira, 25 de junho de 2008

O peixe e a espinha

O peixe e a espinha
Afonso Henriques Neto

*

engole o peixe com a espinha
e tocarás a guelra de Deus

aprende todas as palavras
antes de reduzi-las a Uma

ser infinitas palavras
não precisar de Nenhuma

De Restos & Estrelas & Fraturas (1975)

2 comentários:

loba disse...

Desde que li lá no blog, fiquei interessadissima neste poeta. Especialmente por estes dois ultimos versos. E achei o livro na Estante Virtual!!! rs... Agora é esperar chegar nas minhas mãos!
Obrigada pela dica.
Muitos beijos mais.

Renato Couto disse...

A estante virtual é uma mão na roda, recente achei dois livro esgotados, sendo que um, era edição de 69 (nada sugestivo) e estava 100% conservado...
Conheci este poeta na época que havia edição de uma revista de poemas-processo e sempre fiquei com estes versos martelando na minha cabeça (...ter infinitas palavras, não precisar de nenhuma).