sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Vladímir Maiakóvski

Eu
à poesia só permito uma forma:
concisão,
precisão das fórmulas matemáticas.
Às parlengas poéticas estou acostumado,
eu ainda falo versos e não fatos.
Porém
se eu falo “A”
este “a” é uma trombeta-alarma para a Humanidade.
Se eu falo
“B”
é uma nova bomba na batalha do homem.

1922 (Poemas - Vladímir Maiakóvski. Trad. Augusto de Campos. Tempo Brasileiro, 1967, p. 79)

5 comentários:

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Maiakóvski, um POETA de valor inestimável. Tive um livro dele, me levaram e, salvo engano, há uma música cantada pela Gal e composta por Caetano, em cima de um dos seus belíssimos poemas.
Bom final de semana, amigo, muito obrigada pela sempre bem vinda visita! Linkei vc, OK?

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Adoro Maiakóvski e também o Calvin!
Postei sobre um filme de que vc vai gostar. Apareça aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um abraço,
Renata

Dora disse...

Maiakóvski é guru de muitos poetas.
Não foi o meu. Não gosto muito de um tipo de poesia que "puxa orelhas" dos que se metem a poetar...
Mas, enfim, o homem era um "grande poeta" e a minha crítica só serve prá me mostrar como sou tola...
Ave, Maiakóvski, portanto!
Beijão.
Dora

loba disse...

Não tinha visto Maiakóvski aqui. Foi um dos responsáveis pelo meu amor à poesia. Meu primeiro contato com sua poesia foi através do poema a Sierguéi qq coisa (me esqueci...rs...) e estes versos eu jamais esquecerei:
0 tempo é escasso - mãos à obra.
Primeiro é preciso transformar a vida,
para cantá-la - em seguida.
Eu era uma adolescente cheia de ideais! Saudades deste tempo!!!
Que bom estar aqui!
Beijo!

Rev. S disse...

acabei de conhecer Maiakóvski e achei teu blog no google procurando ´poesias dele...
na real nem vi a data do seu post, mas achei q valia a pena comentar, pelo menos q passei por aki... meio q me identifiquei com a frase la em cima: "Blogs são garrafas jogadas ao mar..."

(: